Ganda Ordinarice

Desabafo bem intencionado e imagético sobre o Salão Erótico de Lisboa.

segunda-feira, julho 24, 2006

Travestis chutados para canto




Os shows de Travesti decorreram quase sempre ao “fechar da loja”, já próximos da meia-noite e meia, no palco da IFG. Com muito pouca gente a assistir.
Deixá-lo!
Eles não se perturbaram e deram o seu melhor. E não foi pouco.
Revisitações dos tempos do Disco Sound puseram a abanar este vosso escriba e o director do Salão, Juli Simón.
Outro prato forte nos shows foi o burlesco, nomeadamente na abordagem a clássicos do Bel Canto.
E se Kiri Te Kanawa ou Juliana Mauger não estiveram presentes, as vozes que ecoaram pelo palco da IFG tiveram sempre o condão de nos cativar.
Por 20 euros, os visitantes tinham direito a ópera. Era só esperar pela meia-noite e meia.
Hora mais convidativa às últimas compras, às últimas cervejas, aos últimos passeios.





0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial