Ganda Ordinarice

Desabafo bem intencionado e imagético sobre o Salão Erótico de Lisboa.

sexta-feira, setembro 01, 2006

Max e o bailinho da Madeira




Este senhor, que passou os quatro dias a filmar as chavalas, chama-se Max Cortes e nunca se cortou a uma boa pinocada. Pois é, tem uma longa carreira de actor porno.
É espanhol e simpático.
Agora dá-lhe também para filmar.
Andou o tempo todo a meter-se à frente do pessoal. Sempre a lixar-me os melhores bonecos. Eu sei, eu sei, ele andava a trabalhar. Não para o bronze, mas para o DVD oficial do Salão.
Então e eu?!? Passa-vos pela cabeça que eu tenha tido uma pitada (uma pitada que fosse) de prazer?
A gente ia para a esquerda e o Max ia para a esquerda. A gente ia para a direita e o Max ia para a direita.
Cansei-me.
Fotografei o Max, o omnipresente.
O homem estava sempre lá. Desisti.
(Mesmo assim, ainda fiz umas fotozitas, não fiz?)

Max Raabe
"Mambo nº5":

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial