Ganda Ordinarice

Desabafo bem intencionado e imagético sobre o Salão Erótico de Lisboa.

sexta-feira, junho 22, 2007

É HOJE! É HOJE!


É como na anedota.
É hoje! É hoje!
Vou dar autógrafos no stand da “Dominium”.Entre as 22 horas e as 24 horas. Com uma pequena “manhosice”. Pelas 22 horas há um espectáculo da Sonia Baby. Vou lá picar o ponto (ao stand, não à Sonia, isso queria eu! Mas também é verdade que ela era capaz de me fazer desaparecer num sítio que eu cá sei...) e sou homem para fugir por dez minutos. Compenso no final. Se fôr preciso, fico até à uma da madrugada.



Ou ponho um amigo de prevenção, para me chamar quando a Sonia começar. Ou a malta da “Dominium” pode avisar os leitores para irem ter comigo à Praça Sonia.

-- O Luís foi só espreitar o espectáculo da Sonia Baby, que ele gosta muito de crianças.


De qualquer forma, a Sonia já tem o meu livro, com uma dedicatória muito ternuranta. A miúda não é só uma artista, é também muito simpática. Tem uma fotogenia do escamarquilhão.

A Dúnia Montengero e a Claudia Claire também já foram obsequiadas. Elas merecem. Andavam às compras e descobri-as a dar uma espreitadela no belo espaço da Casa D’Eros (onde o meu livro também está à venda). Fui buscar dois livritos e toma lá que não é tarde nem é cedo. O pior é que já havia mais três meninas que também queriam. Eu sou generoso ao ponto de dar as minhas “Erecções” a todas, mas por mais que se queira há um limite.

Posso mesmo dizer que as minhas “Erecções” já me deixaram marcas. No ombro direito. E não foi por andar a levar chibatadas no Club Bizarre. Pois não. Foi de carregar o saco às costas com seis pacotes de livros. Isto de ser escritor/editor é um bocado uma coisa de “levar o pacote”. Às costas. E deixa marcas.










O livro também já está à venda na Koisas D’Adultos. Mas esses já o conhecem de ginjeira. Disse-me o Nuno Cardoso, o gerente: “Já vou a mais de meio. Tenho-me fartado de rir”. Ora bem. Quem disse que rir é o melhor remédio?

Mas nem só de riso vive o livro. O Fernando Alvim entrevistou-me para a Antena 3 e deu-lhe para me pedir para declamar um poema bem comportado. Eu bem tentei “virar o bico ao prego” (um prego no meio de um ‘bico’ só se fôr no Club Bizarre), mas não consegui. E lá declamei o muito lírico “Um beijo na corrente”. Belo poema, não desfazendo. Como dizia o grande Júlio César (o actor/guionista/residente do Casino Estoril, não o imperador): “Gaba-te!”.

O Alvim curtiu à brava o Salão Erótico. Por ele, podia andar por lá 365 dias. Digo eu. Como isso não é possível, vai-se entretendo com a revista dele, a “365”.
Uma vez eu estava a dar autógrafos no King Triplex, na Assírio e Alvim, em Dezembro de 2004, e chegou lá o Alvim com a “365”. Eu dei-lhe umas “Erecções” pequeninas (o livro da Polvo, antepassado destas “Erecções” king size) e ele deu-me uma “365”.
Ontem dei-lhe umas “Erecções” king size, que ele ainda fez o favor de levar um livro para o Unas. Quanto mais não seja, por uma questão de educação. O Unas já declamou cinco poemas no “Show do Unas” e ainda não tinha o livro.

Se calhar era uma ideia eu passar a escrever outro post...








































Um directo da Antena 3 com Fernando Alvim a entrevistar Dick Hard. O Luís Graça já tinha sido entrevistado no Prova Oral, a propósito do seu livro “Fado, Futebol e Farpas – Uma Aventura Psicadélica”.


Auto-publicidade Poético-erótica


2 Comentários:

  • Às 4:08 da tarde , Blogger Dunia Montenegro, Porno Star disse...

    Oi, foi un prazer voltar a te ver no SIEL, obrigadao pelo livro de presente! Já é o nosso tercero Salao e pra mim é uma boa notícia que a industria do cinema para adultos tenha boa aceitaçao em Portugal, já que voltar a Lisboa é como matar um pouquinho de saudades do meu Brasil. Nos vemos no ano que vem! Mil beijos, Dunia

     
  • Às 5:21 da tarde , Anonymous Luís Graça disse...

    Muito obrigado, Dúnia. Também foi um enorme prazer rever-te. Estou muito cansado por ter dormido muito pouco, a coordenar o trabalho para o blogue (duas "directas" em três dias), mas ver-te em palco atenuou-me o cansaço.

    Se calhar não precisamos de esperar tanto tempo para nos vermos. Não vais estar no Salão de Portimão? Eu vou lá agora a 7 e 8 de Julho para a final da Liga Europeia de Voleibol e depois volto em Agosto, para os três dias do Salão. A menos que haja qualquer imprevisto na minha vida. Mas estou a planear as coisas assim.

    O que me podes dizer relativamente a quem vem a Portimão da IFG e do grupo com que costumas trabalhar?

    Este ano comprei vários filmes teus, mas ainda só espreitei os capítulos em que entravas. Não tive tempo de ver. O meu quarto é um caos de revistas, jornais, poemas, livros, papéis, a loucura total!

    Os filmes que comprei foram:"Obsessão pelo traseiro da minha mulher" (Narcis Bosch). Os outros dois não estou a conseguir encontrar no quarto.

    Vi que tens uma cena num varandim tipo praia. Acho que é aquele que salta de cidade para cidade, com o Max Cortes, mas estava a passá-lo à velocidade de 60 vezes. Very, very rápido. Ainda tinha de ver os mails e escrever posts.O realizador é Pepe Catman, ou coisa assim. O cansaço não ajuda...

    Gostei da cabeleira que usas no filme do Narcis Bosch. As outras cabeleiras também eram de cores discretas.

    Um grande beijo lisboeta para a carioca espanholizada ou catalanizada.

    Já agora, diz lá: és Mengão, és Flu, és Vasco, és Portuguesa dos Desportos ou tu é mais sexo e praia, sem ligar ao futchiból e à Copa?

     

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial